All for Joomla All for Webmasters
(11) 99909 - 5244   contato@kuratore.com.br
(11) 99909 - 5244   contato@kuratore.com.br

Estórias

Ações simples criam novas oportunidades

O Caso em que se pensou em Acabar com a Empresa

Um de nossos clientes criou um movimento lindo na propagação de novos pensamentos e estudo através da ferramenta getAbstract.com. Neste movimento, um grupo de pessoas foi impactado com algumas sugestões de leitura. Dentre estas pessoas, uma decidiu não somente ler e aprender com o material, mas colocá-lo em prática.

A Leitura foi do livro “Acabe com a Empresa”, que sugere uma forma diferente de se realizar a inovação. O Objetivo é observar as regras atuais e pelo olhar de um concorrente astuto e impiedoso analisar o quanto tais regras são de fato eficazes e até mesmo necessárias.

A leitora, ao entender a mensagem deste resumo, decidiu questionar os diferentes envolvidos em uma das tarefas que realizava todas as manhãs, uma vez por semana. Em suma ela tinha que angariar dados e criar um relatório o que levava em média duas horas. Ao questionar os envolvidos nesta tarefa, entendeu que boa parte do que fazia era desnecessário e até mesmo irrelevante, pois tais informações já estavam disponíveis para as outras pessoas. Você pode pensar que isso é bastante óbvio, mas pense na sua rotina, quantas coisas você faz sem de fato questionar. Agora, o trabalho dela leva apenas 10 minutos para ser concluído.

 

Conclusão

Não se trata apenas de questionar o outro deliberadamente. A partir do momento que a empresa enviou tal mensagem (no caso um texto) ela empoderou o funcionário para que pensasse diferente, deu autorização para que olhasse para uma nova forma de ver as coisas. Até podemos querer fazer isso, mas se sentimos medo da retaliação, acabamos por preferir fazer o feijão com arroz e garantir o emprego. Ações simples empoderam, inovam, criam novas oportunidades. No caso acima, a funcionária e a empresa ganharam, pois se ela conseguiu eliminar 110 minutos de trabalho inútil toda semana, isso significa 440 minutos por mês, o que significa 88 horas de trabalho que puderam ser redirecionados para atividades mais importantes, melhorando a produtividade da empresa e sua eficácia. Isso apenas com um funcionário, agora imagine isso com pelo menos 5% de força de trabalho? Não precisa ser muito, mas precisa ser feito.